Competição - Ninho/PIRATININGA domingo [3MAR2016]


+NinhodasaguiasOrgem Google+


Eu já estou sendo derramado como uma oferta de bebida. Está próximo o tempo da minha partida. Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.
2 Timóteo 4:6,7

Em nosso culto hoje falaremos sobre a competição que é a vida, e queremos com isso buscar em Deus, a renovação de nossa forças, nosso fôlego, e nossa fé; já alinhe sua alma com Deus, nesse sentido aí.
Antes de começar, quero fazer um rápido convite a você: Nos ajude a manter este ministério de profetas e missionários comprando nossos livros, histórias em quadrinhos e CD's. Visite nossa loja e faça suas compras online, ou faça sua oferta através do PagSeguro. E, claro, receba nossas postagens com estudos e palavras proféticas assinando gratuitamente nossa newsletter aqui ao lado >>>>>>>>>>>>>>>>
Aqui nessa carta, Paulo meio que se despede de Timóteo, foi a última carta que escreveu; nessa época o apóstolo sente que sua hora está chegando, o tempo dele pregar o evangelho tinha acabado, não por cansaço, mas por que Paulo foi preso mais uma vez, e o imperador Nero estava bem-disposto a encerrar a fé cristã de uma vez, então Paulo era muito castigado na prisão, ele sabia que não ia sair vivo de lá, e prepara o discípulo pro inevitável, ele ia morrer, mas estava em paz, porque ele tinha consciência de que combateu o bom combate, terminou a corrida, e guardou a fé.

A vida é uma competição, enquanto houver fôlego em nós competiremos, porém a nossa competição, não deve ser focada nas pessoas a nossa volta, mas em nós mesmos. “A grama do vizinho é sempre mais verde”, diz o ditado, mas quero te exortar a esquecer a “grama do seu vizinho” e prestar a atenção pro fato de que a “grama” do nosso próprio espírito é INFINITAMENTE mais verde do que a da nossa alma e carne juntas, e é essa grama que você deve almejar, “cultive um gramado” junto com seu espírito. No fim da vida, Paulo diz ao seu discípulo, Timóteo, que conseguiu se superar, vencer seus limites, sem esmorecer na fé em Cristo. Quero fazer um paralelo do desempenho de Paulo com a separação que ele mesmo fez: somos espírito, alma e corpo, e devemos guardar a fé, correr e lutar, entendendo essas faces do nosso ser.

COMBATER COM O CORPO.

Você, porém, homem de Deus, fuja de tudo isso e busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão. Combata o bom combate da fé. Tome posse da vida eterna, para a qual você foi chamado e fez a boa confissão na presença de muitas testemunhas.
1 Timóteo 6:11,12

Combater o bom combate da fé… Combater tem por definição “Esforçar-se por dominar, vencer ou extinguir um inimigo”, e nós temos inimigos reais, dois em especial: 

1.O diabo – Paulo, na carta aos Efésios, nos ensina que devemos vestir toda a armadura de Deus, para podermos ficar firmes, justamente, contra as ciladas do diabo, pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. (Efésios 6:11,12). Nossa luta é no nível do espírito, em defesa da nossa alma, que é o alvo de satanás, aliás devemos combater o diabo em defesa da alma de todos os nossos irmãos, e daqueles que ainda não são nossos irmãos. Quando você ora por alguém, você enfrenta o diabo para defender outros, o nome disso é intercessão. No terceiro e quarto trimestre vamos ter nosso seminário de batalha espiritual aqui no Ninho, e vamos mergulhar fundo nessa questão de “pegar o capeta pelo chifre”, e mudar situações através da oração, principalmente a oração feita em um nível profético. Paulo lutava pelos seus filhos espirituais, até os que não conhecia pessoalmente, ele se esforçava pra que eles fossem fortalecidos em seus corações, estivessem unidos em amor e alcançassem toda a riqueza do pleno entendimento, para conhecerem plenamente a Cristo. (Colossenses 2:1,2). Aprender a combater e enfrentar o nosso maior inimigo é importantíssimo quando o que está em jogo são almas, se o Espírito Santo te deu dons, aprenda a usar, eles são ferramentas tremendas no combate ao inferno. Se Ele te abriu alguns sentidos espirituais, aprenda a usar, falta algum? Busque, peça ao Espírito Santo; siga o caminho do Amor, e peça o dom de profecia, você deve buscar os melhores dons, principalmente o de profetizar, isso é um conselho bíblico (1 Coríntios 14:1). Se equipe contra o mal, e você vai bem na guerra, não fique passivo diante das ferramentas que o Espírito Santo te dá.

 —Ah, profeta, mas eu não quero saber de guerra, prefiro ficar de fora! Vlw, Flw…

Eu também queria, mas sinto informar, que a guerra chegou até você quando o espermatozoide de seu pai fecundou o óvulo de sua mãe, ali começou a luta pela sua sobrevivência, de cara você já venceu milhões, e isso só vai terminar quando você parar de respirar de vez. Estamos todos em guerra espiritual, a questão é de que lado você está, e como você está no campo de batalha.

2.Nós mesmos – O segundo inimigo que você deve combater é você mesmo. E esse às vezes parece mais ferrenho que o capeta, misericórdia! Se contra o diabo, Paulo leva a batalha para os lugares celestiais, contra si mesmo a treta fica aqui na terra, o combate é corpo a corpo.

Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio.
 Todos os que competem nos jogos se submetem a um treinamento rigoroso, para obter uma coroa que logo perece; mas nós o fazemos para ganhar uma coroa que dura para sempre.
 Sendo assim, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem esmurra o ar.
 Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado.
 1 Coríntios 9:24-27 

 “...esmurro o meu corpo...” parece até que Paulo se bate para “não satisfazer a carne”, mas não. O apóstolo está dizendo que ele colocava limites severos em seu próprio corpo, assim como um atleta se submete a um treinamento rigoroso, ele se disciplinava para que a carne não o dominasse, e ele não viesse a ser reprovado no fim das contas. Estamos no meio de uma campanha aqui no Ninho, e nesses 40 dias subjugando a carne, aprenda que sua carne não é sua amiga, ela não gosta da plenitude de Deus, ela é inimiga de Deus, e ela não vai te ajudar a ser mais disciplinado, a não ser que a disciplina se torne objeto de ostentação, aí você vai ser a pessoa mais disciplinada do mundo, mas a motivação não vai ser a fé, a salvação pessoal, ou a intimidade com Deus, o motivo será o orgulho, orgulho de ser a pessoa mais disciplinada da igreja.

Quando o que está em jogo é o domínio sobre a sua carne, você deve ser truculento mesmo, e mostrar pra ela quem é que manda, e mandar de fato, para vencer o combate. Há pessoas que criam uma rotina de sempre combater a carne na mesma área de fraqueza, e farão isso o resto da vida, se não tiverem a perspectiva de uma vitória definitiva na tal área; “aquele que vive de combater um inimigo tem interesse em deixar ele com vida”, já dizia Nietzsche. Se você colocar na cabeça que sempre vai lutar contra um determinado problema, dificilmente irá derrotá-lo, repita pra si mesmo “eu vou vencer!”, e mude de atitude.

CORRER COM A ALMA

“Se você correu com homens e eles o cansaram, como poderá competir com cavalos? Se você tropeça em terreno seguro, o que fará nos matagais junto ao Jordão?”
Jeremias 12:5

É em nossa alma que se encontram as nossas vontades, desejos, sentimentos; se ficamos alegres é por que nossa alma se exalta, se ficamos tristes é por que nossa alma se abate; e na corrida da vida, às vezes cansamos como Jeremias se cansou, mas o que não podemos fazer é parar, como Paulo não parou, ele completou a corrida até o fim. Uma imagem correu o mundo nos anos 80, uma maratona nas olimpíadas de 1984 em Los Angeles, onde uma mulher chegou a exaustão durante a corrida e mesmo sem forças, rompeu seus limites para completar a corrida.

É uma imagem forte, não? Ela se esforçou assim numa disputa por um troféu, que, se ela ganhasse, apenas juntaria poeira em sua estante; então se esforce assim pra caminhar com Cristo, pois a sua coroa é eterna, e a sua vitória foi mais que vencida por Jesus! Aleluia. Salomão dá o caminho das pedras pra uma corrida sem tropeços:


“Ouça, meu filho, e aceite o que digo, e você terá vida longa.
 Eu o conduzi pelo caminho da sabedoria e o encaminhei por veredas retas.
 Assim, quando você por elas seguir, não encontrará obstáculos; quando correr, não tropeçará.
 Apegue-se à instrução, não a abandone; guarde-a bem, pois dela depende a sua vida.
 Não siga pela vereda dos ímpios nem ande no caminho dos maus.
 Evite-o, não passe por ele; afaste-se e não se detenha.
 Pois eles não conseguem dormir enquanto não fazem o mal; perdem o sono se não causarem a ruína de alguém.
 Pois eles se alimentam de maldade, e se embriagam de violência.
 A vereda do justo é como a luz da alvorada, que brilha cada vez mais até a plena claridade do dia.
 Mas o caminho dos ímpios é como densas trevas; nem sequer sabem em que tropeçam.”
Provérbios 4:10-19

O caminho da sabedoria te livra das pedras de tropeço, e a sabedoria tem seu princípio no temor do Senhor, ou seja, a sabedoria está em observar e cumprir as coisas que Deus ordena, isso é ser sábio, fazendo isso o seu caminho será perfeito na sua corrida de fé. Mesmo que hajam inclinações cansativas para encarar, e você fique exausto como a corredora, seus pés estarão firmes para vencer, ou “Será que você não sabe? Nunca ouviu falar? [Que] o Senhor é o Deus eterno, o Criador de toda a terra. Ele não se cansa nem fica exausto, sua sabedoria é insondável. Ele fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam.” Esse texto lindo está em Isaías 40:28-31, e é tão verdadeiro quanto o Espírito que você sente dentro de você. Quando necessário, Deus injeta ânimo em nossas veias, e fôlego em nossos pulmões, e conseguimos forças pra guardar aquilo que nos mantém de pé.


FÉ GUARDADA


A fé é algo interessante demais, um poder interno, dado por Deus, e que não dá espaço pra dúvidas, se duvidou não é mais fé. Fé é certeza! Certa vez Jesus ensinou aos discípulos: “…tenham fé em Deus. Eu lhes asseguro que se alguém disser a este monte: ‘Levante-se e atire-se no mar’, e não duvidar em seu coração, mas crer que acontecerá o que diz, assim lhe será feito. Portanto, eu lhes digo: tudo o que vocês pedirem em oração, creiam que já o receberam, e assim lhes sucederá.” (Marcos 11:22-24) Não cabe a nós saber os detalhes de como vai se dar o milagre, nos cabe crer, sem duvidar, e assim, ver acontecer. Um dos problemas contemporâneos que existem, relacionado a fé, é a falta de exemplos práticos de homens de fé, falo de uma fé prática em ação, mas, sem querer parecer arrogante ou pretensioso, vocês tem dois profetas como pastores, que tem uma fé prática e incentivam vocês a terem o mesmo, então lembrem-se dos seus líderes, que falam a palavra de Deus. Observem bem o resultado da vida que nós temos e imitem a nossa fé; esse é mais um conselho bíblico que está em Hebreus 13:7, se você tem líderes que imitam a Cristo, seja imitador dessas pessoas. Elas são de carne e osso, sujeitas as mesmas paixões que você, mas se são imitadores de Cristo, são um bom referencial pra sua vida. Reparem que “observar o resultado da vida” dos líderes, é mais do que o que se vê nesta vida, o escritor de Hebreus fala muito mais da vida espiritual; possivelmente quem escreveu a carta aos Hebreus foi algum discípulo de Paulo, e se ele escreve que o discípulo deve imitar seu mestre, provavelmente ele era imitador de Paulo, e a vida do apóstolo não era confortável, muito menos atrativa, mas era vitoriosa em cada empreitada de fé.


O papel dos líderes, pelo menos dos que entendem seu chamado, é cuidar dos seus discípulos, quando satanás pediu para peneirar cada um dos apóstolos como se fossem trigo, Jesus disse o que fez a Pedro: “mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E quando você se converter, fortaleça os seus irmãos” (Lucas 22:32). Nós como profetas tentamos agir com vocês da mesma forma que Jesus agiu com os seus apóstolos, comprando as brigas com as trevas quando necessário, o que pedimos em troca é que tenham a mesma postura de Pedro, e “…fortaleça os seus irmãos”; Paulo pede coisa semelhante aos Gálatas no capítulo 6, quando diz que não podemos nos cansar “…de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos. Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, ESPECIALMENTE AOS DA FAMÍLIA DA FÉ.” É engraçado que no texto ele escreve assim: “vejam com que letras grandes estou lhes escrevendo de próprio punho!”, Paulo “inventou o CAPS LOCK”. Então, pessoal, nós cuidamos de vocês, e vocês CUIDEM UNS DOS OUTROS, cuidem de nós também, orem uns pelos outros, ofertem uns na vida dos outros, prestem a atenção nos seus irmãos, se sentirem que alguém está diferente perguntem: “está precisando de algo, posso ajudar?”. Se alguém aqui entende que se preocupar, é intromissão na vida, o Ninho talvez seja uma igreja difícil de se adaptar, aqui as pessoas serão sempre mais que um número na soma dos dízimos; se algum irmão(ã) te abordar preocupado, não pragueje, ao contrário disso, seja grato a Deus pela vida de quem demonstra amor por você. O cristianismo não é uma religião de solitários, é a formação de um corpo, e pode ter certeza que guardar a fé envolve outras pessoas além de você.




CONCLUSÃO


Oremos ao Senhor, para que Ele nos dê unção para trilhar o caminho da fé, “pois quem é Deus além do Senhor? E quem é rocha senão o nosso Deus? Ele é o Deus que te reveste de força e torna perfeito o seu caminho. Torna os seus pés ágeis como os da corça, te sustenta firme nas alturas. Ele treina as suas mãos para a batalha e os seus braços para vergar um arco de bronze. Ele te dás o seu escudo de vitória; sua mão direita te sustém; desces ao seu encontro para te exaltar. Deixou livre o seu caminho, para que não se torçam os seus tornozelos. Você vai perseguir os meus inimigos e os alcançar; e não vai voltar enquanto não forem destruídos. (Salmos 18:31-37). Pensem bem naquele que suportou uma oposição tão grande dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem. Na luta contra o pecado, vocês ainda não resistiram até o ponto de derramar o próprio sangue (Hebreus 12:3,4) como Jesus fez.


Em Cristo,

André Alves.