Louvores

O Senhor tem agraciado o Ninho das Águias com composições, proporcionando aos adoradores do MPNDA, oferecerem hinos, salmos e cânticos espirituais espontâneos e proféticos. Conheça nossos louvores.

Graffiti Evangelista

Graffiti, intercessão, evangelismo e inclusão cultural: tudo isso é o Graffitti Evangelista, um encontro de graffiteiros organizado pelo Ninho das Águias. Quer levar o Graffiti Evangelista à sua comunidade? Saiba como.

Escola de Profetas Ninho das Águias

A EPNDA, busca maior compreensão da fé e da verdade revelada, associando a teologia ao sobrenatural. Além da teologia propriamente dita, a EPNDA investe no preparo prático para o sobrenatural, para a intimidade e comunhão diárias com Deus.

Guerreiros de Deus

A revista Guerreiros de Deus é um projeto idealizado por André Alves e Lya Alves. Admiradores de quadrinhos e sem opção de leitura diante das temáticas atuais, os dois profetas foram inspirados por Deus a criar esta saga de aventura... Saiba mais

Palavra

André e Lya, através da pregação do evangelho, têm preparado odres novos, para o receber o vinho novo, levando estes odres ao rompimento com o velho a fim de estabelecer um relacionamento íntimo, simples e diário com Deus.

Profecia

"Ao final de 2015 vocês estarão graduados em batalha, mas em todas elas vocês verão a Minha Glória", com esta palavra o Senhor encerrou o ano de 2014, abrindo um novo tempo no ano que seguiu. Saiba mais.

A segurança da Presença de Deus



Confiar em Deus é algo simples de entender, mas às vezes não é tão simples de praticar. Principalmente quando à nossa volta só existe sequidão e desertos; de repente nem em nossa própria vida, mas na vida daqueles que amamos e queremos o melhor. Nossa alma se aflige, e aquilo que eu sempre falo, de que “não existe nada mais fácil do que não fazer nada”, já não é tão fácil assim, pois nos vemos obrigados a agir, devido a inquietação de nossa alma, e nossa alma não costuma ter as melhores ideias.
Hoje vamos pautar alguns pontos sobre a importância de confiar em Deus, em todas as questões de nossa vida, e da vida daqueles que amamos. Às vezes é só o que nos resta fazer, confiar que Deus está ciente de tudo e no controle das coisas. Que o Espírito de conselho e fortaleza repouse sobre nossa alma.
Salmos 91:1-9
Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.
Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.
Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.
Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel (escudo pequeno).
Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia,
Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.
Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.
Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.
Porque tu, ó Senhor, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação.

HABITAR EM DEUS

O que nos traz segurança nesse mundo mal, é estar na presença de Deus, permanecer nEle sem se desviar pra direita ou pra esquerda, é literalmente se esconder em Deus. Estar escondido em Deus é uma decisão que envolve fé e confiança de que Ele vai fazer as coisas; não o que queremos, mas a sua vontade, precisamos confiar na verdade que diz que essa vontade é boa, perfeita e agradável; às vezes parece que não é, mas a vontade de Deus se parece com o banho frio em bebê; quando o dia está quente, o banho frio é gostosinho, agradável, perfeito pra relaxar, o bebê brinca feliz da vida na água por horas, se você deixar, ninguém questiona isso; mas quando está frio… você pensa 10 vezes antes de dar banho frio no bebê, mas mesmo no inverno, o banho frio é bom e perfeito, embora não pareça muito agradável, o banho tem que ser rapidinho, em 5 minutos você lava a criança toda e corre pra secar e enrolar ela numa toalha em volta.

Sair da presença de Deus, às vezes, é como o banho quente em criança no inverno: não é bom, nem perfeito, mas como parece agradável você dá, e a criança fica feliz da vida na água quentinha, e tem mãe/pai que pensa que criança é Nhoque, que se coloca na água quente e tem que esperar subir pra tirar, mas não é assim. O banho acaba e ela fica doente… O que vale mais: 5 minutos, tremendo de frio, ou 1 ou 2 semanas, doente e correndo risco de ficar pior, tomando remédio e fazendo nebulização no hospital? Não tem que pensar muito.

Permanecer escondido em Deus pode não parecer agradável de vez em quando, mas é a forma mais segura de se viver. “Creiam no Senhor seu Deus, e estarão seguros; creiam nos profetas dEle, e prosperarão;” bem disse Josafá em (2 Crônicas 20:20). Como lemos, habitar em Deus permite que Ele nos livre dos laços do passarinheiro, de pestes, permite que Ele seja nosso escudo, e isso traz uma paz tremenda, você não teme notícias ruins, por que seu coração permanece firme,  confiando no Senhor (Salmos 112:4-8).

- Ok, entendi, André, por mim tudo bem… Mas e quando a treta é com alguém que eu amo?

Vamos ver.

CONFIAR EM DEUS

Quando o problema é com alguém que você ama, provavelmente é mais angustiante do que quando é contigo, você não sabe o que se passa na cabeça da pessoa, que decisão ele vai tomar, se as escolhas dela vão ser boas, perfeitas e agradáveis, ou seja, dentro da vontade de Deus, e sua alma acaba se atribulando com isso; principalmente quando a pessoa já está fora dos caminhos do Senhor, dificilmente as decisões dela serão recheadas de sabedoria.

Provérbios 18:14 diz que “O espírito do homem o sustentará na sua enfermidade, mas ao espírito abatido, quem o suportará?”; nosso espírito é um ser fantástico, um só com Deus, perfeito, está pronto pra voltar pra casa; em espírito podemos andar com Deus, conhecer seus pensamentos, nosso espírito recebeu poder pra operar os milagres de Deus; como um ser assim pode se abater?

Quando sua alma “cresce”, ela abafa a voz do seu espírito, e se você não controlar suas emoções, corre o risco de se desviar e se afastar do centro da vontade de Deus; geralmente é o que acontece com quem se desvia, alguma coisa desestabiliza suas emoções e ela para de ouvir o espírito; seu espírito fica, então, abatido pela alma.

O que fazer? Siga o conselho de Jesus: Não perturbe o seu coração; creia em Deus, e creia nEle também (João 14:1). Só quem pode reavivar a fé e o espírito de alguém, é Cristo, seu papel é ajudar essa pessoa em oração, intercedendo por ela.

Não pense que se afastar da presença de Deus pra “se aproximar” de alguém afastado de Deus, vai te ajudar a trazer ela pro caminho, por que não vai. É mais fácil você se perder fazendo isso, do que converter o perdido. É como uma marquise num dia de chuva, se você sair da marquise pra buscar alguém que está se molhando, vai se molhar e se sujar também, porém o mundo não é suave como uma chuva de verão, e você vai se machucar nessa “brincadeira”.

Quanto mais você estiver firme na presença de Deus, envolvida com as coisas dEle, mais você vai poder ajudar, pois sua fé será consistente e suas orações poderosas diante do Senhor. Aquieta o seu coração e permanece na posição de filho(a) do Deus Altíssimo.




CONCLUSÃO

Pra concluir, nossa alma deve esperar somente em Deus, porque dele vem a nossa esperança. Só Ele é a nossa rocha e a nossa salvação; Ele é a nossa defesa; não seremos abalados. Em Deus está a nossa salvação e a nossa glória; a rocha da nossa fortaleza, e o nosso refúgio estão em Deus. Então Confie nele, em todos os tempos; derrame perante ele o seu coração. Deus é o nosso refúgio (Salmos 62:5-8). O desespero pode querer te obrigar a agir com base no que grita a sua alma, mas se controle, e pense com a mente de Cristo, use seu espírito pra tomar decisões; se mova se o Espírito Santo se mover, se Ele ficar parado, fique imóvel. O Espírito Santo é como uma nuvem num dia muito quente: se ela se move e você fica parado, você torra no sol; se você se move sem que ela saia do lugar, você torra no sol; e assim como uma nuvem não é controlada por você, assim o Espírito Santo é independente, cabe a nós acompanhá-lo pra onde ele for pra permanecer à sombra do Onipotente.

Escondido nEle,
Profeta André Alves

As marcas do Senhor Jesus - 01MAR2016


Gálatas 6:17
“Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas do Senhor Jesus”

Quando Paulo escreveu esta carta queria mostrar aos cristãos Judaizantes da Galácia, que ele Paulo, já trazia em seu corpo as marcas da perseguição ao evangelho, em contrataste com a marca da circuncisão imposta pelos judaizantes. Os cristãos judaizantes defendiam as marcas da circuncisão na carne e Paulo apontava uma marca melhor. A glória de Paulo naquele momento, era a cruz de Cristo, a graça de Deus e não o ritual da circuncisão judaica.

Semana passada falamos de escatologia, da marca da besta, Hoje, com a Graça de Deus, vamos falar da marca de Cristo e como isto se relaciona com as promessas de Deus. Se possível, vamos descobrir que tipo de marca está em nós.

Os judaizantes eram judeus convertidos insistiam que a salvação era pela circuncisão, porque ignoravam que a salvação era pela Graça de Deus e pelos méritos de Cristo. E queriam manter certas tradições como a circuncisão, guardar o sábado, as festas judaicas. Oque é interessante é perceber que uma pessoa pode se apresentar como “convertida”, e manter tradições de sua vida antes da conversão que simplesmente negam os méritos de Cristo.

Na vida espiritual, a marca de Cristo são as virtudes mais importantes na vida de um Cristão. Por estas marcas, você pode saber se uma pessoa é cristã ou não. Paulo começa a carta aos Gálatas, ou aos cristãos da Galácia, dizendo que alguns cristãos ali abandonaram a Graça da Deus para viver um outro Evangelho, que claro, é falso.

“Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho” -Gálatas 1:6

Paulo não tinha papas na língua e fala que quem anuncia outro Evangelho é anátema: maldito, amaldiçoado. No AT “anátema” tinha um sentido de algo que foi consagrado à destruição, um “herem”, tipo Sodoma e Gomorra, que foram consagradas à destruição. No NT “Anátema” tem o sentido de “excomunhão”. OU seja, se alguém prega outro Evangelho deve ser simplesmente afastado da igreja, e excomunhão é simplesmente o afastamento.

Quero apontar a marca de Cristo como um conjunto de fatores que pode ser resumido em 2 palavras: amor e justiça. Porque a marca de Cristo tinha várias manifestações: a capacidade de ser provado no fogo, o espírito de fortaleza, a mansidão, a humildade, o perdão, a disposição pra compartilhar. Mas tudo isso se alinha com amor e justiça, que são marcas do caráter de Deus Pai.

Deus tem uma série de atributos, alguns são comunicáveis, outros são incomunicáveis, como a onipresença, a onipotência, a imutabilidade, entre outros. Alguns são comunicáveis: é o caso do amor e da justiça.

Um cristão que tem a marca de Cristo tem nele o amor ágape, e quando falamos desse amor nunca estamos falando de sentimentos, estamos falando de uma predisposição para ser altruísta, de amar o próximo a quem não conhece, a predisposição de ter uma atitude de entrega, cuidado e correção. O amor ágape busca o bem do ser amado e paga o preço pela promoção desse bem. A Adriana, mãe de santo, esteve aqui uma vez e ouviu sobre esse amor e isso a impactou profundamente.

O fato de Deus ser amor não é base para o “universalismo”, ou seja, que, no final, ele salvará todas as pessoas. O amor não anula outros atributos de Deus como santidade e justiça. Em Marcos 9:45 Jesus diz: “E se o seu pé o fizer tropeçar, corte-o. É melhor entrar na vida aleijado do que, tendo os dois pés, ser lançado no inferno.” - Marcos 9:45

A justiça de Deus no cristão se manifesta como? Quando o cristão não negocia com o pecado. O pecado nos deixa cegos, isso é fato. Por isso sempre precisamos perguntar a Deus se há em nós algum caminho errado. Um cristão pode andar em sinceridade com Deus e por engano, estar andando em pecado. Mas isso é por um tempo muito curto. Por isso é tão importante o ministério dos profetas, para trazer os pecados à tona. Mas uma vez que as escamas caíram dos olhos, a pessoa se posiciona. Isso e´a marca de um cristão. Alguém que relativiza o pecado, não está demonstrando o caráter de Cristo nele.

Então tudo gira em torno de justiça e amor. Justiça vai te levar para o caminho da mudança, transformação, odres novos, nova vida, santidade, mansidão, missões e amor vai apontar pra mudança, crucificação, vinho novo, viver no espírito, paz, alegria, contentamento, perdão, evangelismo. Quem ama Deus, ama o Reino e quem ama o reino ama pessoas. Porque quem ama o reino não ama coisas, não ama o pecado, mas se importa com as almas, com as vidas. È impossível amar Deus e amar o pecado. É impossível arder pelo pecado e simultaneamente pelas coisas de Deus. Por isso você precisa se auto avaliar: pelo que você anda queimando? Pelo que você anda orando? Se o foco das suas orações sempre resulta em você mesmo, você não tem a marca de um cristão. Se você quando ora, ora apenas pelo seu bem estar, pelas suas feridas, pelas suas promessas, pelos seus problemas, pelos seus familiares e amigos, você não está movido pelo amor, mas pelo ego, e a médio e curto prazo será movido pelo diabo também, porque a carne tem uma relação estreita com o inferno. Quem não ama o próximo jamais perceberá o mal que faz ao próximo, e fará mal ao próximo porque o despreza. Afinal, se você não ama, despreza. Prezar é ter em grande afeto ou estima. Quem não tem estima por algo, despreza, não dá valor. Jesus nos estimou tanto que deu sua própria vida por nós. E você, será que consegue pelo menos orar por outra pessoa ou situação que não te beneficie diretamente? Pessoas que você não conhece e nunca conhecerá? Por problemas que não são seus?



Pra finalizar, eu quero deixar um versículo que ficou na minha mente esta semana.

“Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.” - Gênesis 12:1

Nosso Deus é um Deus que faz promessas, sim. Mas antes de falar em promessas, Deus propõe mudanças. Quando Deus insiste em propor mudanças na sua vida é porque Ele quer te preparar para promessas que ainda vai fazer. Deus não faz promessas a gente descansada porque promessa tem a ver com sair da zona de conforto, da estabilidade. Promessa tem a ver com instabilidade: Abraão foi viver me tendas. Saiu da segurança que estava e foi viver em tendas como peregrino. O resultado? Os reis pediam apoio dele de tanto que ele cresceu.

No NT, ter a marca de Cristo é o sinal de que você está disposto a tudo para fazer a com que a vontade de Deus prevaleça nesse mundo que jaz no maligno. Deus vai honrar você, não duvide disso.
Não olhe para as circunstâncias, isso é oque o ímpio faz. Deus não se move pelas circunstâncias, ele se move segundo o Seu poder e soberania. Agora, me diga: há algo que Deus não possa fazer? Há algo impossível para Deus?

Mas pessoas virão e vão tentar afogar você dentro da piscininha de impiedade delas. Não tente debater a sua fé com quem não tem fé. Não desça à piscina da impiedade. Pra debater as promessas de Deus na sua vida segundo a razão do ímpio, você vai ter que descer ao nível da argumentação carnal. As promessas de Deus na sua vida não são carnais, são espirituais. Não tente convencer uma pessoa carnal sobre coisas espirituais. Entre no espírito e fique em silêncio. É por isso que chega uma hora em que os profetas fazem silêncio. A função do profeta é denunciar o pecado, não convencer do pecado. O Espírito Santo é oque convence do pecado, da justiça e do juízo (João 16:8).

Se você que você tem a marca de Cristo, então o amor e a justiça manifestarão na sua vida. Mas se você percebe que o amor altruísta é de uma meta inatingível pra você, há duas possibilidades: você não entendeu que não estamos falando de sentimentos, ou você não tem o Espírito Santo. Que o Espírito Santo o convença da sua situação Nele.

Em Cristo,
Lya Alves
Esboço da pregação no domingo dia 01/05/16