As marcas do Senhor Jesus - 01MAR2016


Gálatas 6:17
“Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas do Senhor Jesus”

Quando Paulo escreveu esta carta queria mostrar aos cristãos Judaizantes da Galácia, que ele Paulo, já trazia em seu corpo as marcas da perseguição ao evangelho, em contrataste com a marca da circuncisão imposta pelos judaizantes. Os cristãos judaizantes defendiam as marcas da circuncisão na carne e Paulo apontava uma marca melhor. A glória de Paulo naquele momento, era a cruz de Cristo, a graça de Deus e não o ritual da circuncisão judaica.

Semana passada falamos de escatologia, da marca da besta, Hoje, com a Graça de Deus, vamos falar da marca de Cristo e como isto se relaciona com as promessas de Deus. Se possível, vamos descobrir que tipo de marca está em nós.

Os judaizantes eram judeus convertidos insistiam que a salvação era pela circuncisão, porque ignoravam que a salvação era pela Graça de Deus e pelos méritos de Cristo. E queriam manter certas tradições como a circuncisão, guardar o sábado, as festas judaicas. Oque é interessante é perceber que uma pessoa pode se apresentar como “convertida”, e manter tradições de sua vida antes da conversão que simplesmente negam os méritos de Cristo.

Na vida espiritual, a marca de Cristo são as virtudes mais importantes na vida de um Cristão. Por estas marcas, você pode saber se uma pessoa é cristã ou não. Paulo começa a carta aos Gálatas, ou aos cristãos da Galácia, dizendo que alguns cristãos ali abandonaram a Graça da Deus para viver um outro Evangelho, que claro, é falso.

“Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho” -Gálatas 1:6

Paulo não tinha papas na língua e fala que quem anuncia outro Evangelho é anátema: maldito, amaldiçoado. No AT “anátema” tinha um sentido de algo que foi consagrado à destruição, um “herem”, tipo Sodoma e Gomorra, que foram consagradas à destruição. No NT “Anátema” tem o sentido de “excomunhão”. OU seja, se alguém prega outro Evangelho deve ser simplesmente afastado da igreja, e excomunhão é simplesmente o afastamento.

Quero apontar a marca de Cristo como um conjunto de fatores que pode ser resumido em 2 palavras: amor e justiça. Porque a marca de Cristo tinha várias manifestações: a capacidade de ser provado no fogo, o espírito de fortaleza, a mansidão, a humildade, o perdão, a disposição pra compartilhar. Mas tudo isso se alinha com amor e justiça, que são marcas do caráter de Deus Pai.

Deus tem uma série de atributos, alguns são comunicáveis, outros são incomunicáveis, como a onipresença, a onipotência, a imutabilidade, entre outros. Alguns são comunicáveis: é o caso do amor e da justiça.

Um cristão que tem a marca de Cristo tem nele o amor ágape, e quando falamos desse amor nunca estamos falando de sentimentos, estamos falando de uma predisposição para ser altruísta, de amar o próximo a quem não conhece, a predisposição de ter uma atitude de entrega, cuidado e correção. O amor ágape busca o bem do ser amado e paga o preço pela promoção desse bem. A Adriana, mãe de santo, esteve aqui uma vez e ouviu sobre esse amor e isso a impactou profundamente.

O fato de Deus ser amor não é base para o “universalismo”, ou seja, que, no final, ele salvará todas as pessoas. O amor não anula outros atributos de Deus como santidade e justiça. Em Marcos 9:45 Jesus diz: “E se o seu pé o fizer tropeçar, corte-o. É melhor entrar na vida aleijado do que, tendo os dois pés, ser lançado no inferno.” - Marcos 9:45

A justiça de Deus no cristão se manifesta como? Quando o cristão não negocia com o pecado. O pecado nos deixa cegos, isso é fato. Por isso sempre precisamos perguntar a Deus se há em nós algum caminho errado. Um cristão pode andar em sinceridade com Deus e por engano, estar andando em pecado. Mas isso é por um tempo muito curto. Por isso é tão importante o ministério dos profetas, para trazer os pecados à tona. Mas uma vez que as escamas caíram dos olhos, a pessoa se posiciona. Isso e´a marca de um cristão. Alguém que relativiza o pecado, não está demonstrando o caráter de Cristo nele.

Então tudo gira em torno de justiça e amor. Justiça vai te levar para o caminho da mudança, transformação, odres novos, nova vida, santidade, mansidão, missões e amor vai apontar pra mudança, crucificação, vinho novo, viver no espírito, paz, alegria, contentamento, perdão, evangelismo. Quem ama Deus, ama o Reino e quem ama o reino ama pessoas. Porque quem ama o reino não ama coisas, não ama o pecado, mas se importa com as almas, com as vidas. È impossível amar Deus e amar o pecado. É impossível arder pelo pecado e simultaneamente pelas coisas de Deus. Por isso você precisa se auto avaliar: pelo que você anda queimando? Pelo que você anda orando? Se o foco das suas orações sempre resulta em você mesmo, você não tem a marca de um cristão. Se você quando ora, ora apenas pelo seu bem estar, pelas suas feridas, pelas suas promessas, pelos seus problemas, pelos seus familiares e amigos, você não está movido pelo amor, mas pelo ego, e a médio e curto prazo será movido pelo diabo também, porque a carne tem uma relação estreita com o inferno. Quem não ama o próximo jamais perceberá o mal que faz ao próximo, e fará mal ao próximo porque o despreza. Afinal, se você não ama, despreza. Prezar é ter em grande afeto ou estima. Quem não tem estima por algo, despreza, não dá valor. Jesus nos estimou tanto que deu sua própria vida por nós. E você, será que consegue pelo menos orar por outra pessoa ou situação que não te beneficie diretamente? Pessoas que você não conhece e nunca conhecerá? Por problemas que não são seus?



Pra finalizar, eu quero deixar um versículo que ficou na minha mente esta semana.

“Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.” - Gênesis 12:1

Nosso Deus é um Deus que faz promessas, sim. Mas antes de falar em promessas, Deus propõe mudanças. Quando Deus insiste em propor mudanças na sua vida é porque Ele quer te preparar para promessas que ainda vai fazer. Deus não faz promessas a gente descansada porque promessa tem a ver com sair da zona de conforto, da estabilidade. Promessa tem a ver com instabilidade: Abraão foi viver me tendas. Saiu da segurança que estava e foi viver em tendas como peregrino. O resultado? Os reis pediam apoio dele de tanto que ele cresceu.

No NT, ter a marca de Cristo é o sinal de que você está disposto a tudo para fazer a com que a vontade de Deus prevaleça nesse mundo que jaz no maligno. Deus vai honrar você, não duvide disso.
Não olhe para as circunstâncias, isso é oque o ímpio faz. Deus não se move pelas circunstâncias, ele se move segundo o Seu poder e soberania. Agora, me diga: há algo que Deus não possa fazer? Há algo impossível para Deus?

Mas pessoas virão e vão tentar afogar você dentro da piscininha de impiedade delas. Não tente debater a sua fé com quem não tem fé. Não desça à piscina da impiedade. Pra debater as promessas de Deus na sua vida segundo a razão do ímpio, você vai ter que descer ao nível da argumentação carnal. As promessas de Deus na sua vida não são carnais, são espirituais. Não tente convencer uma pessoa carnal sobre coisas espirituais. Entre no espírito e fique em silêncio. É por isso que chega uma hora em que os profetas fazem silêncio. A função do profeta é denunciar o pecado, não convencer do pecado. O Espírito Santo é oque convence do pecado, da justiça e do juízo (João 16:8).

Se você que você tem a marca de Cristo, então o amor e a justiça manifestarão na sua vida. Mas se você percebe que o amor altruísta é de uma meta inatingível pra você, há duas possibilidades: você não entendeu que não estamos falando de sentimentos, ou você não tem o Espírito Santo. Que o Espírito Santo o convença da sua situação Nele.

Em Cristo,
Lya Alves
Esboço da pregação no domingo dia 01/05/16