Louvores

O Senhor tem agraciado o Ninho das Águias com composições, proporcionando aos adoradores do MPNDA, oferecerem hinos, salmos e cânticos espirituais espontâneos e proféticos. Conheça nossos louvores.

Graffiti Evangelista

Graffiti, intercessão, evangelismo e inclusão cultural: tudo isso é o Graffitti Evangelista, um encontro de graffiteiros organizado pelo Ninho das Águias. Quer levar o Graffiti Evangelista à sua comunidade? Saiba como.

Escola de Profetas Ninho das Águias

A EPNDA, busca maior compreensão da fé e da verdade revelada, associando a teologia ao sobrenatural. Além da teologia propriamente dita, a EPNDA investe no preparo prático para o sobrenatural, para a intimidade e comunhão diárias com Deus.

Guerreiros de Deus

A revista Guerreiros de Deus é um projeto idealizado por André Alves e Lya Alves. Admiradores de quadrinhos e sem opção de leitura diante das temáticas atuais, os dois profetas foram inspirados por Deus a criar esta saga de aventura... Saiba mais

Palavra

André e Lya, através da pregação do evangelho, têm preparado odres novos, para o receber o vinho novo, levando estes odres ao rompimento com o velho a fim de estabelecer um relacionamento íntimo, simples e diário com Deus.

Profecia

"Ao final de 2015 vocês estarão graduados em batalha, mas em todas elas vocês verão a Minha Glória", com esta palavra o Senhor encerrou o ano de 2014, abrindo um novo tempo no ano que seguiu. Saiba mais.

As marcas do Senhor Jesus - 01MAR2016


Gálatas 6:17
“Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas do Senhor Jesus”

Quando Paulo escreveu esta carta queria mostrar aos cristãos Judaizantes da Galácia, que ele Paulo, já trazia em seu corpo as marcas da perseguição ao evangelho, em contrataste com a marca da circuncisão imposta pelos judaizantes. Os cristãos judaizantes defendiam as marcas da circuncisão na carne e Paulo apontava uma marca melhor. A glória de Paulo naquele momento, era a cruz de Cristo, a graça de Deus e não o ritual da circuncisão judaica.

Semana passada falamos de escatologia, da marca da besta, Hoje, com a Graça de Deus, vamos falar da marca de Cristo e como isto se relaciona com as promessas de Deus. Se possível, vamos descobrir que tipo de marca está em nós.

Os judaizantes eram judeus convertidos insistiam que a salvação era pela circuncisão, porque ignoravam que a salvação era pela Graça de Deus e pelos méritos de Cristo. E queriam manter certas tradições como a circuncisão, guardar o sábado, as festas judaicas. Oque é interessante é perceber que uma pessoa pode se apresentar como “convertida”, e manter tradições de sua vida antes da conversão que simplesmente negam os méritos de Cristo.

Na vida espiritual, a marca de Cristo são as virtudes mais importantes na vida de um Cristão. Por estas marcas, você pode saber se uma pessoa é cristã ou não. Paulo começa a carta aos Gálatas, ou aos cristãos da Galácia, dizendo que alguns cristãos ali abandonaram a Graça da Deus para viver um outro Evangelho, que claro, é falso.

“Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho” -Gálatas 1:6

Paulo não tinha papas na língua e fala que quem anuncia outro Evangelho é anátema: maldito, amaldiçoado. No AT “anátema” tinha um sentido de algo que foi consagrado à destruição, um “herem”, tipo Sodoma e Gomorra, que foram consagradas à destruição. No NT “Anátema” tem o sentido de “excomunhão”. OU seja, se alguém prega outro Evangelho deve ser simplesmente afastado da igreja, e excomunhão é simplesmente o afastamento.

Quero apontar a marca de Cristo como um conjunto de fatores que pode ser resumido em 2 palavras: amor e justiça. Porque a marca de Cristo tinha várias manifestações: a capacidade de ser provado no fogo, o espírito de fortaleza, a mansidão, a humildade, o perdão, a disposição pra compartilhar. Mas tudo isso se alinha com amor e justiça, que são marcas do caráter de Deus Pai.

Deus tem uma série de atributos, alguns são comunicáveis, outros são incomunicáveis, como a onipresença, a onipotência, a imutabilidade, entre outros. Alguns são comunicáveis: é o caso do amor e da justiça.

Um cristão que tem a marca de Cristo tem nele o amor ágape, e quando falamos desse amor nunca estamos falando de sentimentos, estamos falando de uma predisposição para ser altruísta, de amar o próximo a quem não conhece, a predisposição de ter uma atitude de entrega, cuidado e correção. O amor ágape busca o bem do ser amado e paga o preço pela promoção desse bem. A Adriana, mãe de santo, esteve aqui uma vez e ouviu sobre esse amor e isso a impactou profundamente.

O fato de Deus ser amor não é base para o “universalismo”, ou seja, que, no final, ele salvará todas as pessoas. O amor não anula outros atributos de Deus como santidade e justiça. Em Marcos 9:45 Jesus diz: “E se o seu pé o fizer tropeçar, corte-o. É melhor entrar na vida aleijado do que, tendo os dois pés, ser lançado no inferno.” - Marcos 9:45

A justiça de Deus no cristão se manifesta como? Quando o cristão não negocia com o pecado. O pecado nos deixa cegos, isso é fato. Por isso sempre precisamos perguntar a Deus se há em nós algum caminho errado. Um cristão pode andar em sinceridade com Deus e por engano, estar andando em pecado. Mas isso é por um tempo muito curto. Por isso é tão importante o ministério dos profetas, para trazer os pecados à tona. Mas uma vez que as escamas caíram dos olhos, a pessoa se posiciona. Isso e´a marca de um cristão. Alguém que relativiza o pecado, não está demonstrando o caráter de Cristo nele.

Então tudo gira em torno de justiça e amor. Justiça vai te levar para o caminho da mudança, transformação, odres novos, nova vida, santidade, mansidão, missões e amor vai apontar pra mudança, crucificação, vinho novo, viver no espírito, paz, alegria, contentamento, perdão, evangelismo. Quem ama Deus, ama o Reino e quem ama o reino ama pessoas. Porque quem ama o reino não ama coisas, não ama o pecado, mas se importa com as almas, com as vidas. È impossível amar Deus e amar o pecado. É impossível arder pelo pecado e simultaneamente pelas coisas de Deus. Por isso você precisa se auto avaliar: pelo que você anda queimando? Pelo que você anda orando? Se o foco das suas orações sempre resulta em você mesmo, você não tem a marca de um cristão. Se você quando ora, ora apenas pelo seu bem estar, pelas suas feridas, pelas suas promessas, pelos seus problemas, pelos seus familiares e amigos, você não está movido pelo amor, mas pelo ego, e a médio e curto prazo será movido pelo diabo também, porque a carne tem uma relação estreita com o inferno. Quem não ama o próximo jamais perceberá o mal que faz ao próximo, e fará mal ao próximo porque o despreza. Afinal, se você não ama, despreza. Prezar é ter em grande afeto ou estima. Quem não tem estima por algo, despreza, não dá valor. Jesus nos estimou tanto que deu sua própria vida por nós. E você, será que consegue pelo menos orar por outra pessoa ou situação que não te beneficie diretamente? Pessoas que você não conhece e nunca conhecerá? Por problemas que não são seus?



Pra finalizar, eu quero deixar um versículo que ficou na minha mente esta semana.

“Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.” - Gênesis 12:1

Nosso Deus é um Deus que faz promessas, sim. Mas antes de falar em promessas, Deus propõe mudanças. Quando Deus insiste em propor mudanças na sua vida é porque Ele quer te preparar para promessas que ainda vai fazer. Deus não faz promessas a gente descansada porque promessa tem a ver com sair da zona de conforto, da estabilidade. Promessa tem a ver com instabilidade: Abraão foi viver me tendas. Saiu da segurança que estava e foi viver em tendas como peregrino. O resultado? Os reis pediam apoio dele de tanto que ele cresceu.

No NT, ter a marca de Cristo é o sinal de que você está disposto a tudo para fazer a com que a vontade de Deus prevaleça nesse mundo que jaz no maligno. Deus vai honrar você, não duvide disso.
Não olhe para as circunstâncias, isso é oque o ímpio faz. Deus não se move pelas circunstâncias, ele se move segundo o Seu poder e soberania. Agora, me diga: há algo que Deus não possa fazer? Há algo impossível para Deus?

Mas pessoas virão e vão tentar afogar você dentro da piscininha de impiedade delas. Não tente debater a sua fé com quem não tem fé. Não desça à piscina da impiedade. Pra debater as promessas de Deus na sua vida segundo a razão do ímpio, você vai ter que descer ao nível da argumentação carnal. As promessas de Deus na sua vida não são carnais, são espirituais. Não tente convencer uma pessoa carnal sobre coisas espirituais. Entre no espírito e fique em silêncio. É por isso que chega uma hora em que os profetas fazem silêncio. A função do profeta é denunciar o pecado, não convencer do pecado. O Espírito Santo é oque convence do pecado, da justiça e do juízo (João 16:8).

Se você que você tem a marca de Cristo, então o amor e a justiça manifestarão na sua vida. Mas se você percebe que o amor altruísta é de uma meta inatingível pra você, há duas possibilidades: você não entendeu que não estamos falando de sentimentos, ou você não tem o Espírito Santo. Que o Espírito Santo o convença da sua situação Nele.

Em Cristo,
Lya Alves
Esboço da pregação no domingo dia 01/05/16

Os Ventos de Mudança chegaram!



O Ninho das Águias é um Ministério Profético. Ficamos muito felizes quando pessoas de outros estados e países nos escrevem ou nos comunicam que tem sido edificadas pelas palavras, estudos e louvores do Ninho. De fato, isso confirma nosso chamado de profetizar às nações e nos encoraja a continuar publicando, mesmo apesar das retaliações. Assine nossa newsletter e receba nossas postagens em seu e-mail, assim você pode se preparar para se mover profeticamente no próximo ano. Também encorajo você a compartilhar esta palavra com o máximo de amigos e familiares, assim eles também não serão pegos de surpresa com ataques do inimigo e estarão atentos ao que Deus está falando para 2016!

"Faz dos ventos seus mensageiros e dos clarões reluzentes seus servos." -  Salmos 104:4

Hoje ouvi o jornal pela manhã, anunciando que uma frente fria chegou em vários pontos no Brasil. Pouco depois um vento muito forte começou a soprar na minha rua, arrancando telhas de algumas casas e levantando muita poeira. Foi um longo tempo de ventania, então o Espírito Santo falou suavemente:

"Não foi apenas uma frente fria, são os meus ventos de mudança."




Igreja, a mudança chegou. Estamos desde outubro do ano passado profetizando: "Prepara-te para encontrar com teu Deus" e para que as pessoas se alinhem e se consertem (leia aqui as profecias para 2016) para este ano que é o ano da justiça de Deus. Bem, o tempo de alinhamento encerrou. Agora nos resta sentar e assistir o vento soprar.

Em Cristo,
Lya Alves
(27/04/2016)

Até aqui nos ajudou o Senhor - 10ABR2016





+NinhodasaguiasOrgem Google+

“Até aqui nos ajudou o Senhor.” - Quando ouvimos essa famosa frase de Samuel, uma frase de ação de graças, isso pode soar as vezes muito passivo. Mas isso acontece porque sendo uma frase famosa, falamos sem observar o contexto. Não observar o contexto das palavras é um dos maiores problemas de interpretação bíblica. “Texto sem contexto gera pretexto”, e há pretexto pra tudo. Vamos ler o texto para observar o contexto.


Na nossa pregação de hoje, com a ajuda de Deus, vamos nos livrar das armadilhas do espírito de religiosidade que tenta impor um estilo de vida passivo para os cristãos.


"Então vieram os homens de Quiriate-Jearim, e levaram a arca do SENHOR, e a trouxeram à casa de Abinadabe, no outeiro; e consagraram a Eleazar, seu filho, para que guardasse a arca do SENHOR.
E sucedeu que, desde aquele dia, a arca ficou em Quiriate-Jearim, e tantos dias se passaram que até chegaram vinte anos, e lamentava toda a casa de Israel pelo Senhor.
Então falou Samuel a toda a casa de Israel, dizendo: Se com todo o vosso coração vos converterdes ao Senhor, tirai dentre vós os deuses estranhos e os astarotes, e preparai o vosso coração ao Senhor, e servi a ele só, e vos livrará da mão dos filisteus.
Então os filhos de Israel tiraram dentre si aos baalins e aos astarotes, e serviram só ao Senhor.
Disse mais Samuel: Congregai a todo o Israel em Mizpá; e orarei por vós ao Senhor.
E congregaram-se em Mizpá, e tiraram água, e a derramaram perante o Senhor, e jejuaram aquele dia, e disseram ali: Pecamos contra o Senhor. E julgava Samuel os filhos de Israel em Mizpá.
Ouvindo, pois, os filisteus que os filhos de Israel estavam congregados em Mizpá, subiram os maiorais dos filisteus contra Israel; o que ouvindo os filhos de Israel, temeram por causa dos filisteus.
Por isso disseram os filhos de Israel a Samuel: Não cesses de clamar ao Senhor nosso Deus por nós, para que nos livre da mão dos filisteus.
Então tomou Samuel um cordeiro de mama, e sacrificou-o inteiro em holocausto ao Senhor; e clamou Samuel ao Senhor por Israel, e o Senhor lhe deu ouvidos.
E sucedeu que, estando Samuel sacrificando o holocausto, os filisteus chegaram à peleja contra Israel; e trovejou o Senhor aquele dia com grande estrondo sobre os filisteus, e os confundiu de tal modo que foram derrotados diante dos filhos de Israel.
E os homens de Israel saíram de Mizpá; e perseguiram os filisteus, e os feriram até abaixo de Bete-Car.
Então tomou Samuel uma pedra, e a pôs entre Mizpá e Sem, e chamou-lhe Ebenézer; e disse: Até aqui nos ajudou o Senhor.
Assim os filisteus foram abatidos, e nunca mais vieram aos termos de Israel, porquanto foi a mão do Senhor contra os filisteus todos os dias de Samuel.
(1 Samuel 7:1-17)




1º – A arca do Senhor havia sido levada pelos filisteus, mas Deus começou a agir, os filisteus passaram uma vergonha tremenda e a devolveram. O povo começou a se lamentar porque queriam a arca de volta. Esta situação durou vinte anos, e nesse tempo a arca ficou na casa de Abinadabe, porque o povo não se convertia.


2º – Era o período antes d da monarquia. Israel ainda não tinha um rei, e Samuel, profeta e sacerdote, estava unificando as tribos e liderando o povo. Nesse capítulo vemos Samuel agindo como profeta, como sacerdote e como juiz, características do ministério profético.


3º - Ebenézer é o nome de uma aldeia de Efraim onde os filisteus derrotaram os israelitas (1 Samuel 5:11).   Mas, a partir desse episódio, Samuel ergue um altar para marcar o local onde Deus ajudou Israel a derrotar os filisteus. E isso nos leva a um ponto importante (anote): a memória da sua derrota precisa ser apagada. Deus quer reescrever a sua história. Comece a erguer o altar da sua vitória.


4º – Ebenézer significa “ Pedra de ajuda”. No primeiro momento, Deus no pode ajudar o povo de Israel porque Israel estava em desobediência. Nosso Deus é amor, é liberdade. Deus nos tira do cativeiro para sermos livres para viver em santidade, mas se nós quisermos de volta o cativeiro do pecado, a porta é larga e está sempre aberta. Deus não pode dar vitória contra os filisteus porque o povo estava agindo sem fé e em desobediência. Não conte com Deus quando quiser fazer as coisas do seu jeito. Deus é bom, então Ele te dá liberdade para você fazer oque você quer, mas Ele é justo, então você colhe exatamente oque plantou. Quer fazer as coisas do seu jeito? Ok, será feita a sua vontade, não a de Deus. Porque Deus não vai entrar com você num caminho que Ele desaprova. Entende o problema? Deus não será a sua “Pedra de ajuda”.
Quando houve arrependimento sincero, Deus foi a “pedra de ajuda” para Israel. Se houver arrependimento sincero da sua parte, (arrependimento não é culpa ou remorso, estamos lidando com o conceito bíblico de arrependimento, que é mudança de caminhos), Deus será contigo.


5º – Até aqui nos ajudou o Senhor. Como vimos, essa frase não tem nada de passiva. Eles foram à guerra e batalharam. Os filisteus chegaram, houve peleja, porque a batalha era de Israel, mas Deus comprou a briga.


Há batalhas que você não tem que pelejar porque a batalha não é sua, mas há batalhas que são suas, exclusivamente suas. A questão é: você está disposto a encarar? Ou quando a batalha começar você vai correr pra outros deuses ou pro pecado? Vai desistir no meio do caminho? Deus não compra briga de quem é fogo de palha. O versículo de hebreus explica isso:
Mas o meu justo viverá pela fé. E, se retroceder, não me agradarei dele. Nós, porém, não somos dos que retrocedem e são destruídos, mas dos que creem e são salvos. ” - Hebreus 10:38, 39
Recuar é derrota. Deus não compra briga de quem já se deu por derrotado.


Vitória é pra quem batalha. Os filisteus eram um povo de guerra, conhecidos pela suas vitórias de guerra. Vitória é para quem é guerreiro. Mas vitória com Deus é pra quem tem aliança com Deus. Porque a vitória com Deus é “hupernikao”: “mais do que vitória”, é ser mais do que vencedor. É vitória absoluta. E isto é exclusivo ao povo da aliança.


6º – Você pode ter sofrido derrotas até aqui, mas se a partir de hoje, você enquanto TEMPLO DO DEUS VIVO, ERGUER O ALTAR, e se arrepender com sinceridade, mudando os seus caminhos, Deus vai trovejar sobre os seus inimigos.




Você tem uma batalha? Está disposto a batalhar? Se você estiver disposto a se arrepender dos caminhos que te levaram até a derrota, Deus está disposto a comprar a sua briga. Põe tua casa em ordem, ergue o teu altar, e te prepara, porque Deus vai reescrever a tua história até aqui. O local da sua derrota vai ser o memorial da tua vitória. E assim como Samuel, depois da batalha, você vai dizer: “Até aqui nos ajudou o Senhor, por isso estamos alegres”.

Em Cristo, missionária
Lya Alves

Competição - Ninho/PIRATININGA domingo [3MAR2016]


+NinhodasaguiasOrgem Google+


Eu já estou sendo derramado como uma oferta de bebida. Está próximo o tempo da minha partida. Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.
2 Timóteo 4:6,7

Em nosso culto hoje falaremos sobre a competição que é a vida, e queremos com isso buscar em Deus, a renovação de nossa forças, nosso fôlego, e nossa fé; já alinhe sua alma com Deus, nesse sentido aí.
Antes de começar, quero fazer um rápido convite a você: Nos ajude a manter este ministério de profetas e missionários comprando nossos livros, histórias em quadrinhos e CD's. Visite nossa loja e faça suas compras online, ou faça sua oferta através do PagSeguro. E, claro, receba nossas postagens com estudos e palavras proféticas assinando gratuitamente nossa newsletter aqui ao lado >>>>>>>>>>>>>>>>
Aqui nessa carta, Paulo meio que se despede de Timóteo, foi a última carta que escreveu; nessa época o apóstolo sente que sua hora está chegando, o tempo dele pregar o evangelho tinha acabado, não por cansaço, mas por que Paulo foi preso mais uma vez, e o imperador Nero estava bem-disposto a encerrar a fé cristã de uma vez, então Paulo era muito castigado na prisão, ele sabia que não ia sair vivo de lá, e prepara o discípulo pro inevitável, ele ia morrer, mas estava em paz, porque ele tinha consciência de que combateu o bom combate, terminou a corrida, e guardou a fé.

A vida é uma competição, enquanto houver fôlego em nós competiremos, porém a nossa competição, não deve ser focada nas pessoas a nossa volta, mas em nós mesmos. “A grama do vizinho é sempre mais verde”, diz o ditado, mas quero te exortar a esquecer a “grama do seu vizinho” e prestar a atenção pro fato de que a “grama” do nosso próprio espírito é INFINITAMENTE mais verde do que a da nossa alma e carne juntas, e é essa grama que você deve almejar, “cultive um gramado” junto com seu espírito. No fim da vida, Paulo diz ao seu discípulo, Timóteo, que conseguiu se superar, vencer seus limites, sem esmorecer na fé em Cristo. Quero fazer um paralelo do desempenho de Paulo com a separação que ele mesmo fez: somos espírito, alma e corpo, e devemos guardar a fé, correr e lutar, entendendo essas faces do nosso ser.

COMBATER COM O CORPO.

Você, porém, homem de Deus, fuja de tudo isso e busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão. Combata o bom combate da fé. Tome posse da vida eterna, para a qual você foi chamado e fez a boa confissão na presença de muitas testemunhas.
1 Timóteo 6:11,12

Combater o bom combate da fé… Combater tem por definição “Esforçar-se por dominar, vencer ou extinguir um inimigo”, e nós temos inimigos reais, dois em especial: 

1.O diabo – Paulo, na carta aos Efésios, nos ensina que devemos vestir toda a armadura de Deus, para podermos ficar firmes, justamente, contra as ciladas do diabo, pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. (Efésios 6:11,12). Nossa luta é no nível do espírito, em defesa da nossa alma, que é o alvo de satanás, aliás devemos combater o diabo em defesa da alma de todos os nossos irmãos, e daqueles que ainda não são nossos irmãos. Quando você ora por alguém, você enfrenta o diabo para defender outros, o nome disso é intercessão. No terceiro e quarto trimestre vamos ter nosso seminário de batalha espiritual aqui no Ninho, e vamos mergulhar fundo nessa questão de “pegar o capeta pelo chifre”, e mudar situações através da oração, principalmente a oração feita em um nível profético. Paulo lutava pelos seus filhos espirituais, até os que não conhecia pessoalmente, ele se esforçava pra que eles fossem fortalecidos em seus corações, estivessem unidos em amor e alcançassem toda a riqueza do pleno entendimento, para conhecerem plenamente a Cristo. (Colossenses 2:1,2). Aprender a combater e enfrentar o nosso maior inimigo é importantíssimo quando o que está em jogo são almas, se o Espírito Santo te deu dons, aprenda a usar, eles são ferramentas tremendas no combate ao inferno. Se Ele te abriu alguns sentidos espirituais, aprenda a usar, falta algum? Busque, peça ao Espírito Santo; siga o caminho do Amor, e peça o dom de profecia, você deve buscar os melhores dons, principalmente o de profetizar, isso é um conselho bíblico (1 Coríntios 14:1). Se equipe contra o mal, e você vai bem na guerra, não fique passivo diante das ferramentas que o Espírito Santo te dá.

 —Ah, profeta, mas eu não quero saber de guerra, prefiro ficar de fora! Vlw, Flw…

Eu também queria, mas sinto informar, que a guerra chegou até você quando o espermatozoide de seu pai fecundou o óvulo de sua mãe, ali começou a luta pela sua sobrevivência, de cara você já venceu milhões, e isso só vai terminar quando você parar de respirar de vez. Estamos todos em guerra espiritual, a questão é de que lado você está, e como você está no campo de batalha.

2.Nós mesmos – O segundo inimigo que você deve combater é você mesmo. E esse às vezes parece mais ferrenho que o capeta, misericórdia! Se contra o diabo, Paulo leva a batalha para os lugares celestiais, contra si mesmo a treta fica aqui na terra, o combate é corpo a corpo.

Vocês não sabem que dentre todos os que correm no estádio, apenas um ganha o prêmio? Corram de tal modo que alcancem o prêmio.
 Todos os que competem nos jogos se submetem a um treinamento rigoroso, para obter uma coroa que logo perece; mas nós o fazemos para ganhar uma coroa que dura para sempre.
 Sendo assim, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem esmurra o ar.
 Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado.
 1 Coríntios 9:24-27 

 “...esmurro o meu corpo...” parece até que Paulo se bate para “não satisfazer a carne”, mas não. O apóstolo está dizendo que ele colocava limites severos em seu próprio corpo, assim como um atleta se submete a um treinamento rigoroso, ele se disciplinava para que a carne não o dominasse, e ele não viesse a ser reprovado no fim das contas. Estamos no meio de uma campanha aqui no Ninho, e nesses 40 dias subjugando a carne, aprenda que sua carne não é sua amiga, ela não gosta da plenitude de Deus, ela é inimiga de Deus, e ela não vai te ajudar a ser mais disciplinado, a não ser que a disciplina se torne objeto de ostentação, aí você vai ser a pessoa mais disciplinada do mundo, mas a motivação não vai ser a fé, a salvação pessoal, ou a intimidade com Deus, o motivo será o orgulho, orgulho de ser a pessoa mais disciplinada da igreja.

Quando o que está em jogo é o domínio sobre a sua carne, você deve ser truculento mesmo, e mostrar pra ela quem é que manda, e mandar de fato, para vencer o combate. Há pessoas que criam uma rotina de sempre combater a carne na mesma área de fraqueza, e farão isso o resto da vida, se não tiverem a perspectiva de uma vitória definitiva na tal área; “aquele que vive de combater um inimigo tem interesse em deixar ele com vida”, já dizia Nietzsche. Se você colocar na cabeça que sempre vai lutar contra um determinado problema, dificilmente irá derrotá-lo, repita pra si mesmo “eu vou vencer!”, e mude de atitude.

CORRER COM A ALMA

“Se você correu com homens e eles o cansaram, como poderá competir com cavalos? Se você tropeça em terreno seguro, o que fará nos matagais junto ao Jordão?”
Jeremias 12:5

É em nossa alma que se encontram as nossas vontades, desejos, sentimentos; se ficamos alegres é por que nossa alma se exalta, se ficamos tristes é por que nossa alma se abate; e na corrida da vida, às vezes cansamos como Jeremias se cansou, mas o que não podemos fazer é parar, como Paulo não parou, ele completou a corrida até o fim. Uma imagem correu o mundo nos anos 80, uma maratona nas olimpíadas de 1984 em Los Angeles, onde uma mulher chegou a exaustão durante a corrida e mesmo sem forças, rompeu seus limites para completar a corrida.

É uma imagem forte, não? Ela se esforçou assim numa disputa por um troféu, que, se ela ganhasse, apenas juntaria poeira em sua estante; então se esforce assim pra caminhar com Cristo, pois a sua coroa é eterna, e a sua vitória foi mais que vencida por Jesus! Aleluia. Salomão dá o caminho das pedras pra uma corrida sem tropeços:


“Ouça, meu filho, e aceite o que digo, e você terá vida longa.
 Eu o conduzi pelo caminho da sabedoria e o encaminhei por veredas retas.
 Assim, quando você por elas seguir, não encontrará obstáculos; quando correr, não tropeçará.
 Apegue-se à instrução, não a abandone; guarde-a bem, pois dela depende a sua vida.
 Não siga pela vereda dos ímpios nem ande no caminho dos maus.
 Evite-o, não passe por ele; afaste-se e não se detenha.
 Pois eles não conseguem dormir enquanto não fazem o mal; perdem o sono se não causarem a ruína de alguém.
 Pois eles se alimentam de maldade, e se embriagam de violência.
 A vereda do justo é como a luz da alvorada, que brilha cada vez mais até a plena claridade do dia.
 Mas o caminho dos ímpios é como densas trevas; nem sequer sabem em que tropeçam.”
Provérbios 4:10-19

O caminho da sabedoria te livra das pedras de tropeço, e a sabedoria tem seu princípio no temor do Senhor, ou seja, a sabedoria está em observar e cumprir as coisas que Deus ordena, isso é ser sábio, fazendo isso o seu caminho será perfeito na sua corrida de fé. Mesmo que hajam inclinações cansativas para encarar, e você fique exausto como a corredora, seus pés estarão firmes para vencer, ou “Será que você não sabe? Nunca ouviu falar? [Que] o Senhor é o Deus eterno, o Criador de toda a terra. Ele não se cansa nem fica exausto, sua sabedoria é insondável. Ele fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam.” Esse texto lindo está em Isaías 40:28-31, e é tão verdadeiro quanto o Espírito que você sente dentro de você. Quando necessário, Deus injeta ânimo em nossas veias, e fôlego em nossos pulmões, e conseguimos forças pra guardar aquilo que nos mantém de pé.


FÉ GUARDADA


A fé é algo interessante demais, um poder interno, dado por Deus, e que não dá espaço pra dúvidas, se duvidou não é mais fé. Fé é certeza! Certa vez Jesus ensinou aos discípulos: “…tenham fé em Deus. Eu lhes asseguro que se alguém disser a este monte: ‘Levante-se e atire-se no mar’, e não duvidar em seu coração, mas crer que acontecerá o que diz, assim lhe será feito. Portanto, eu lhes digo: tudo o que vocês pedirem em oração, creiam que já o receberam, e assim lhes sucederá.” (Marcos 11:22-24) Não cabe a nós saber os detalhes de como vai se dar o milagre, nos cabe crer, sem duvidar, e assim, ver acontecer. Um dos problemas contemporâneos que existem, relacionado a fé, é a falta de exemplos práticos de homens de fé, falo de uma fé prática em ação, mas, sem querer parecer arrogante ou pretensioso, vocês tem dois profetas como pastores, que tem uma fé prática e incentivam vocês a terem o mesmo, então lembrem-se dos seus líderes, que falam a palavra de Deus. Observem bem o resultado da vida que nós temos e imitem a nossa fé; esse é mais um conselho bíblico que está em Hebreus 13:7, se você tem líderes que imitam a Cristo, seja imitador dessas pessoas. Elas são de carne e osso, sujeitas as mesmas paixões que você, mas se são imitadores de Cristo, são um bom referencial pra sua vida. Reparem que “observar o resultado da vida” dos líderes, é mais do que o que se vê nesta vida, o escritor de Hebreus fala muito mais da vida espiritual; possivelmente quem escreveu a carta aos Hebreus foi algum discípulo de Paulo, e se ele escreve que o discípulo deve imitar seu mestre, provavelmente ele era imitador de Paulo, e a vida do apóstolo não era confortável, muito menos atrativa, mas era vitoriosa em cada empreitada de fé.


O papel dos líderes, pelo menos dos que entendem seu chamado, é cuidar dos seus discípulos, quando satanás pediu para peneirar cada um dos apóstolos como se fossem trigo, Jesus disse o que fez a Pedro: “mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E quando você se converter, fortaleça os seus irmãos” (Lucas 22:32). Nós como profetas tentamos agir com vocês da mesma forma que Jesus agiu com os seus apóstolos, comprando as brigas com as trevas quando necessário, o que pedimos em troca é que tenham a mesma postura de Pedro, e “…fortaleça os seus irmãos”; Paulo pede coisa semelhante aos Gálatas no capítulo 6, quando diz que não podemos nos cansar “…de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos. Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, ESPECIALMENTE AOS DA FAMÍLIA DA FÉ.” É engraçado que no texto ele escreve assim: “vejam com que letras grandes estou lhes escrevendo de próprio punho!”, Paulo “inventou o CAPS LOCK”. Então, pessoal, nós cuidamos de vocês, e vocês CUIDEM UNS DOS OUTROS, cuidem de nós também, orem uns pelos outros, ofertem uns na vida dos outros, prestem a atenção nos seus irmãos, se sentirem que alguém está diferente perguntem: “está precisando de algo, posso ajudar?”. Se alguém aqui entende que se preocupar, é intromissão na vida, o Ninho talvez seja uma igreja difícil de se adaptar, aqui as pessoas serão sempre mais que um número na soma dos dízimos; se algum irmão(ã) te abordar preocupado, não pragueje, ao contrário disso, seja grato a Deus pela vida de quem demonstra amor por você. O cristianismo não é uma religião de solitários, é a formação de um corpo, e pode ter certeza que guardar a fé envolve outras pessoas além de você.




CONCLUSÃO


Oremos ao Senhor, para que Ele nos dê unção para trilhar o caminho da fé, “pois quem é Deus além do Senhor? E quem é rocha senão o nosso Deus? Ele é o Deus que te reveste de força e torna perfeito o seu caminho. Torna os seus pés ágeis como os da corça, te sustenta firme nas alturas. Ele treina as suas mãos para a batalha e os seus braços para vergar um arco de bronze. Ele te dás o seu escudo de vitória; sua mão direita te sustém; desces ao seu encontro para te exaltar. Deixou livre o seu caminho, para que não se torçam os seus tornozelos. Você vai perseguir os meus inimigos e os alcançar; e não vai voltar enquanto não forem destruídos. (Salmos 18:31-37). Pensem bem naquele que suportou uma oposição tão grande dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem. Na luta contra o pecado, vocês ainda não resistiram até o ponto de derramar o próprio sangue (Hebreus 12:3,4) como Jesus fez.


Em Cristo,

André Alves.

Bem aventurados os mansos Ninho/ICARAÍ [10/FEV/2016]

+NinhodasaguiasOrgem Google+


Esta é a quarta pregação da série de pregações sobre o sermão da Montanha. O sermão da montanha sintetiza os pensamentos mais profundos de Jesus sobre ser um cidadão do reino, sobre caráter cristão e espiritualidade. Por isso estamos dedicando nosso tempo a este estudo. 

Ah, antes de começar, quero fazer um rápido convite ao leitor: Ajude a manter este ministério de profetas e missionários comprando nossos livros, histórias em quadrinhos e CD's. Visite nossa loja e faça suas compras online, ou faça sua oferta através do pag Seguro. E, claro, receba nossas postagens com estudos e palavras proféticas assinando gratuitamente nossas newsletter aqui ao lado>>>>>>>>>>>>>>>> 

Hoje vamos falar sobre Mateus 5:5.


"Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra." - Mateus 5:5

Grande parte do ensino e da pregação de Jesus faz referência ao Antigo Testamento. Especialmente nas bem-aventuranças, bem como em todo o sermão do monte, o Senhor Jesus, não apenas cita textos do Antigo Testamento, mas também lhes dá uma explicação ampla e correta, ao contrário dos doutores da lei da sua época que, além de terem uma visão distorcida do AT, ainda acrescentavam suas regras e tradições. Jesus, com muita sabedoria, citou o AT em seu ensino e pregação, levando em consideração o contexto dos textos e relacionando-os com a situação atual em que se encontrava. Jesus quando fala da mansidão no sermão da montanha, cita o Salmo 37:11: "Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz". 

Se os mansos herdarão a terra,  precisamos entender oque é mansidão. Segundo algumas definições é "estado de espírito de alguém que tem controle e domínio sobre seu temperamento e atitudes", "brandura de gênio ou de índole; brandura na maneira de expressar-se", "é a força revestida de veludo", "doçura, suavidade". A palavra grega significa "leve, e por consequência, humilde", daí traduzimos como "manso".

No consenso geral pelo mundo afora, mansidão é um sinal de fraqueza. Entretanto o homem mais forte que passou pela terra, declarou de si mesmo: "...aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração..." (Mateus 11:29). 

Mas oque é ser manso conforme o ensinamento de cristo? A mansidão não é uma qualidade natural nossa, nem uma disposição que recebemos de berço. A disposição humana, aquela que nos vem de berço, é sempre rebelião. Mansidão só vem a nós como uma operação do Espírito Santo. Portanto, ser manso, conforme o ensino de Cristo, não é possuir um temperamento calmo ou tranquilo, (há pessoas que são calmas por natureza, mas não é a respeito delas que Jesus se refere na terceira bem-aventurança); ser manso também não significa ter falta de firmeza no caráter (Existem pessoas que chegam até mesmo a abrir mão de suas convicções para não criar problemas ou conflitos com outras pessoas); ter um caráter frágil não significa ser manso. Mansidão envolve autocontrole. Mas não é apenas ter controle numa situação específica; isto é domínio-próprio. É ter controle do próprio temperamento. Seja lá qual for o seu temperamento, você sempre pode ser mais leve. Mansidão envolve humildade. A humildade é reconhecer que é pecador diante de Deus. quando você entende que é pecador e que está salvo pela Graça, entende também que não pode exigir nada dos outros. Se não podemos mais fazer cobranças, que nos resta? Humildade. Porque cobrar de alguém tão imperfeito como eu? Hoje alguém me fere com suas imperfeições, amanhã, se não vigiar,  serei eu ferindo outra pessoa. Ou ontem. Quem nunca feriu ou ofendeu alguém atire a primeira pedra. Entendendo isso, podemos "abaixar as armas".

Pra entender que tipo de mansidão Jesus estava falando, temos que ler o texto que ele estava citando, o Salmo 37, que define o conceito de "manso".

Se você tem dificuldades com a mansidão, persevere: Pedro foi um discípulo que  custou a aprender sobre mansidão, mas Jesus é o Mestre dos mestres. Veja as palavras de Pedro falando sobre Jesus: "Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os seus passos. (...). Quando insultado, não revidava; quando sofria, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga com justiça."- 1 Pedro 2:21-23

Estamos numa época onde todo mundo se ofende com tudo. É como diz a frase: "daqui a um tempo, ninguém vai mais poder sorrir para não ofender os desdentados". A ofensa é certamente a mais corriqueira arma que o diabo usa para tirar o cristão da sua paz. Porque é muito simples jogar uma ofensa em cima de alguém e essa pessoa se encher de sua justiça-própria e ficar ofendida. Mas e quando a ofensa é opressão demoníaca? Se um espírito lança uma opressão na forma de pensamentos como "você deve se matar", a pessoa  estranha e reage, se esse tipo de pensamento nunca passou pela cabeça dela. Mas se o espírito joga uma avalanche de pensamentos como "estou ofendido por tal razão", a pessoa não percebe. E aquela opressão vai tomando lugar, e cada vez mais a pessoa vai ficando ofendida. Às vezes, a pessoa foi mesmo desrespeitada, injustiçada e aí o demônio tem um prato feito pra se alimentar. Porque o demônio se alimenta da carnalidade humana. Esse senso de justiça-própria não tem nada a ver com a justiça de Deus, por isso Jesus insiste na cruz, insiste em não reivindicar seus direitos. Estamos numa época que está crescendo a militância dos grupos sociais, das minorias, das maiorias, dos que se sentem oprimidos, injustiçados. Você abre o Facebook e o dia inteiro tem gente reivindicando o direito de ficar ofendido. Duvido que o inferno não tenha percebido que ele pode praticar controle mental em massa dessa forma. Muito cuidado com essas ondas de ofensa, elas não vem de Deus, elas vem direto do inferno. Um homem morto não reivindica seus direitos.

Abraão, um homem manso.


No Antigo Testamento quando os pastores de Abraão e os de seu sobrinho Ló, desentenderam-se na disputa pelas melhores pastagens para os rebanhos, o patriarca sugere que, para não haver contendas, deviam separar-se; dando a Ló a oportunidade de escolher primeiro qual a direção que gostaria de tomar: "se fores para a direita irei para a es­querda" (Gn 13.7-12). Ló escolheu as verdejantes pastagens das campinas do Jordão, ("toda bem regada como o jardim do Senhor") deixando para seu tio as áridas regiões montanhosas. Foi um ato de generosidade? Certamente veio de um coração generoso, mas Abraão entendia que o problema não era a disputa das terras, mas a contenda. Por isso, sem murmurar, sem reclamar, simplesmente foi habitar na terra de Canaã. Isso é mansidão.

O apóstolo Paulo tinha o mesmo ponto de vista, na carta a igreja de Corinto, ele comenta sobre um problema entre irmãos: "O fato de haver litígios entre vocês já significa uma completa derrota. Por que não preferem sofrer a injustiça? Por que não preferem sofrer o prejuízo? Em vez disso vocês mesmos causam injustiças e prejuízos, e isso contra irmãos!" - 1 Coríntios 6: 7-8, na opinião de Paulo, a falta de mansidão dos irmãos alimentou uma contenda que virou um litígio que se tornou injustiça. Por isso a mansidão é uma característica tão essencial ao cristão, porque ela preserva a justiça.

Sobre herdar a terra:


A maioria dos comentaristas afirma que "herdar a terra" poderia ser traduzido por "herdar o país" (e não o planeta terra). Parece que esta era uma expressão proverbial judaica que se referia a herança prometida da terra (o país) de Canaã, que foi prevista durante tanto tempo pelos patriarcas, e que era considerada como a bênção máxima de Deus ao seu povo. Este tipo de emprego da frase é encontrado quatro vezes no Salmo 37:9,11,22 e 29 e também em Isaías 60:21: " E todos os do teu povo serão justos, para sempre herdarão a terra". Biblicamente, Canaã é "sombra do céu". Lembrando que Jesus orou para "Venha o teu reino", então podemos entender que "a terra" é esta terra aqui, após o julgamento. Paz sempre será a recompensa dos mansos. Mas quando o Senhor voltar, os mansos herdarão também a terra e reinarão com Senhor. 

Hoje recomendo que você aplique um dos princípios mais básicos da vida cristã, que é a mansidão, te exorto a ser firme, a ter força que vem da mansidão (vamos precisar disso nos próximos anos, no Brasil). Então, citando o salmo 37(1-5),  te convido a:
  1. Não se aborrecer por causa dos homens maus; e não ter inveja dos perversos;
  2. Confiar no Senhor e fazer o bem; 
  3. Deleite-se no Senhor;
  4. e por fim, te convido a entregar todos os teus caminhos ao Senhor e a confiar nele, porque  
  5. DEUS ESTÁ AGINDO A SEU FAVOR.
Em Cristo,
Lya Alves

Leia mais Palavras Proféticas.
Compre o Livro: "Babilônia, a prostituta sagrada", de Lya Alves